Blog

Devo apostar no conteúdo orgânico ou investir em mídia paga?

No dia 11 de janeiro o Facebook fez um comunicado que deixou, de certa forma, as empresas anunciantes de cabelo em pé. A informação passada na mídia foi de que o alcance e engajamento das páginas diminuiriam. E ainda, que seriam priorizados posts de amigos e familiares. Quem não ouviu falar disso?

Claro, isso não tinha como intuito impactar os anúncios pagos, mas o alcance orgânico foi prejudicado.

Você deve estar pensando: então a única forma de aparecer no Facebook é através de anúncios pagos? Calma, vamos falar sobre isso mais adiante.

Entenda o que é mídia paga, mídia orgânica e como elas podem ser trabalhadas como estratégia digital. E também descubra que você não precisa optar por uma, mas pode conquistar bons resultados trabalhando as duas através de uma estratégia digital bem alinhada.

O que é a mídia orgânica?

De forma bem simples e prática a mídia orgânica é aquela pelo qual você não paga. Quer dizer, para que ela seja feita com qualidade você precisa de um profissional capacitado para gerar resultados por meio dela, então tem custo, mesmo que indiretamente.

Porém, vamos pegar como exemplo o Facebook: lembra quando você fez um post da sua marca e apenas publicou, sem colocar nenhum valor monetário nisso? E este conteúdo gerou algumas curtidas e comentários? Isso é mídia orgânica, é quando você consegue gerar engajamento e despertar de forma natural o interesse das pessoas pelos seus conteúdos e sua marca.

No título falamos de conteúdo orgânico e aqui estamos falando de mídia orgânica, mas é a mesma coisa. Ele é aquele que você divulga na internet sem nenhum custo e um exemplo dele é o post de blog.

É indicado que você tenha um site com uma aba para seu blog ou um endereço URL específico para ele. Lá você pode colocar conteúdos relevantes para a sua persona (cliente ideal) e, com isso, gerar fidelização.

Resultados na pesquisa do Google

Devo apostar em conteúdo orgânico ou investir em mídia paga?Existem outros motores de busca (Yahoo, Bing), mas o Google é a principal ferramenta de busca por palavras-chave. Então, a mídia orgânica também aparece nele? Sim, só que existem alguns pontos importantes para que isso aconteça:

  • Os resultados orgânicos que o Google apresenta na primeira página, são os que aparecem depois do quarto resultado – isso porque os três ou quatro primeiros resultados são pagos;
  • Entenda que no seu segmento de mercado é você e mais milhares de pessoas que desejam aparecer na primeira página de maneira orgânica;
  • Como aparecer na primeira página do Google? Tenha um bom planejamento e uma excelente estratégia digital. Agregado a isso, elabore conteúdos que realmente resolvem as dores dos seus clientes. E ainda, eduque-os oferecendo informações ricas e materiais que contribuam com a vida deles;
  • A técnica mais utilizada atualmente para realizar esse trabalho de atração dos seus clientes de forma gradativa, oferecendo ao longo do caminho conteúdos importantes, é conhecida como Inbound Marketing.

Vantagens da mídia orgânica

Que está cada vez mais difícil aparecer entre os primeiros resultados do Google com conteúdo orgânico, isso não é novidade. Mas, existem muitos benefícios ao fazer uso desse tipo de estratégia, pois ele agrega valor às ações de mídia paga.

  • Credibilidade;
  • Maior facilidade de fidelização do cliente;
  • Maior engajamento do público;
  • Quando a marca aparece nos primeiros resultados orgânicos, se mostra autoridade no assunto;
  • Conteúdos trazem resultados mesmo muito tempo depois;
  • Aumenta o tráfego para seu site;

O que é a mídia paga?

A mídia paga são os anúncios pagos. Links patrocinados no Google Ads e anúncios nas redes sociais como Facebook Ads e Instagram Ads são os mais realizados. Trata-se de qualquer divulgação de material, conteúdo ou informações do seu negócio. E que você investe um valor monetário para que tenha um maior alcance.

Resultados na pesquisa do Google

Devo apostar em conteúdo orgânico ou investir em mídia paga?

Quando a pessoa pesquisa por “carro usado” por exemplo, os três primeiros resultados que aparecerem, na primeira página, são anúncios pagos.

Isso significa que três empresas compraram as palavras “carro” e “usado” para que, quando fossem pesquisadas, elas aparecessem por primeiro.

A questão é que essas palavras se classificam como “Short Tail” ou Cauda Pequena, isso quer dizer que são palavras mais genéricas e que são muito disputadas, possuindo um valor de compra por clique muito elevado. Entretanto, também existem as Long Tail ou Cauda Longa, que são frases curtas com mais de três palavras, por exemplo “casa para comprar na Praia do Rosa”. É mais difícil ter um grande alcance com elas, porém, seu custo é menor, devido à pouca procura nos motores de buscas. E ainda, podemos dizer que a probabilidade do seu produto/serviço ser exatamente o que a pessoa procura é ainda maior, devido ao fato dela ser mais específica.

Vantagens da mídia paga

Os benefícios da mídia paga são inúmeros. Vamos listar alguns para que você perceba como vale a pena investir neste tipo de mídia:

  • Orçamento;
  • Segmentação;
  • Visibilidade e Tráfego;
  • Variedade de formatos;
  • Facilidade de mensurar resultados;
  • Atualização;
  • Resultados a curto prazo;
  • Alcance multiplicado;

Mídia orgânica e mídia paga como estratégia digital

Tanto a mídia paga quanto a mídia orgânica se enquadram como estratégias de marketing digital. Mas, por qual optar? Esta deve ser a sua pergunta neste momento, certo?

A verdade é que as duas podem ser trabalhadas juntas e uma pode completar a outra. Mas claro, é preciso um ótimo planejamento digital para que ambas trabalhem em conjunto sem ocorrer a canibalização uma da outra.

O trabalho entre elas pode ser intercalado, de modo que você irá perceber os primeiros resultados com os links patrocinados, já que a mídia paga oferece um resultado mais imediato. Porém, a medida que os resultados em mídia paga vão se tornando estáveis, é depois do médio a longo prazo que a mídia orgânica passa a oferecer frutos.

Através de uma agência de marketing digital, você terá uma estratégia bem delineada, conectada com as demandas do mercado. Esta será colocada em prática levando em consideração também a análise dos seus concorrentes. Além disso, será considerado seu objetivo e o setor do seu negócio.

De uma coisa você pode ter certeza, todas as duas estratégias trazem bons resultados, tudo depende do planejamento estratégico e das ações desenvolvidas para alcançar os objetivos.

Se tem interesse em investir em anúncios de mídia paga ou deseja criar maior engajamento com seus clientes através do conteúdo orgânico – ou ambos – fale conosco e nos dê um desafio!

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado