Blog

Inovação na indústria: como marketing e vendas podem contribuir?

inovação na indústria

Sumário

Reading Time: 5 minutes

Com a pandemia da Covid-19 a inovação na indústria precisou ser uma resposta às rápidas mudanças causadas pelo impacto do isolamento e do distanciamento social. Dessa forma, foi preciso investir mais no digital e em inovações para aumentar a produtividade e não paralisar as atividades.

Sendo assim, nesse texto será abordado o cenário atual da indústria, o papel da transformação digital na inovação e os caminhos necessários para alinhar marketing e vendas de modo a contribuir com esta mudança.

Contexto atual de inovação na indústria

A crise de Covid-19 abalou todos os setores da sociedade. O distanciamento social e o isolamento obrigaram as empresas e as indústrias a pensarem em soluções para contornar os impactos.

Dessa forma, inovação passou a ser vista com bom olhos até mesmo para as empresas industriais, consideradas mecânicas e resistentes a mudanças. Esse contexto é uma resposta à queda do PIB brasileiro, no ano de 2020, de 4,1% e o declínio da indústria com -3,5%. 

Por isso, de acordo com a pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a inovação na indústria foi uma aposta feita por 80% das empresas na pandemia. E essa ação trouxe resultados no aumento da competitividade, lucratividade e produtividade.

Além disso, a terceira área que foi mais priorizada para o investimento em inovação foi a de vendas, após a de linha de produção e a de gestão. Sendo a prioridade número um, para as empresas entrevistadas, o aumento das vendas em 3 anos. E 85% das empresas que inovaram consideram essa ação essencial para a saúde do negócio.

Vale destacar que as tecnologias digitais conseguiram um espaço de 27% se comparado com o período pré-pandêmico. Além disso, o marketing foi considerado uma das prioridades para o pós-pandemia com 21%.

Transformação Digital

As transformações digitais fazem parte deste contexto também. Isso porque o processo de substituição de antigas tecnologias para as novas é o que moderniza a indústria e os seus procedimentos.

Segundo uma pesquisa da Deloitte, há algumas diferenças entre o modelo de indústria tradicional e o modelo digital. O primeiro vendia somente o produto enquanto o segundo vende o produto como um serviço. Uma das principais mudanças está no modelo de venda. No digital, as vendas passam a ser feitas com o intuito de ter uma relação continua e duradoura. Aqui, o único contato é desencorajado por ser uma das principais características do modelo tradicional. 

O plano para adotar a transformação digital e a inovação na indústria, ainda segundo a mesma pesquisa, é produzido a partir da resposta de 5 passos. São eles:

  • Estratégia: no que você espera vencer?
  • Modelo de negócio: onde você escolhe jogar e como vai ganhar?
  • Capacidades: quais capacidades são necessárias para vencer? Quais são os contras existentes?
  • Modelo operacional: como os recursos devem ser configurados? Onde eles devem ser executados? Quem tem propriedade e direitos de decisão?
  • Pessoa, processo e tecnologia: quais processos de negócios, tecnologia e sistemas de gestão são necessários para vencer?

No vídeo abaixo explicamos a necessidade da transformação digital nos negócios como ferramenta para contornar os impactos da pandemia até nas empresas mais tradicionais, como os da indústria, por exemplo. Confira:

Exemplo para se inspirar

Mesmo sendo uma empresa B2C do segmento varejista, a Americanas pode ser um bom exemplo para se inspirar nessa caminhada de transformação digital e inovação. Isso porque a marca lançou, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, uma loja que possui uma estratégia híbrida de compra. 

O Ame Go é uma proposta de loja sem a necessidade de funcionários. Aqui, o digital e o físico se misturam completamente. Dessa forma é preciso que o cliente tenha o aplicativo do Ame, uma carteira digital, baixado no celular.

Uma vez dentro da loja, após ter passado o aparelho na catraca, o usuário pega os produtos que desejar. Os valores de cada produto são depositados direto no aplicativo quando o cliente sai da loja. 

Esse case segue o plano de estratégia citado anteriormente. Respondendo às perguntas necessárias para desenvolver um modelo de negócio digital, além de identificar novos cenários e oportunidades. Os insights como esse da Americanas, podem ser usados como forma de inovação na indústria. 

Outro exemplo para se inspirar é o da Elber Medical. A indústria de fabricação de câmaras de conservação, atuante no mercado há 25 anos, aumentou suas vendas em 293% através do Inbound Marketing. Com a ajuda da Adove, os leads foram qualificados por meio de conteúdo de qualidade. Os materiais se atentavam a explicar e a educar o público sobre as especificidades do produto e do mercado em que a empresa está inserida. Esse case de sucesso demonstra os benefícios da junção entre marketing e vendas.

Se você quer saber mais sobre os resultados da Elber Medical baixe gratuitamente o nosso case.

 inovação na indústria

Os principais caminhos de inovação na indústria

 inovação na indústria

Como foi citado anteriormente, não é possível apostar em inovação sem um planejamento bem estruturado. Tanto em vendas quanto em marketing é preciso entender o comportamento do cliente atual para adequar as estratégias de cada área. 

Em vendas

Como em qualquer venda, seja no modelo tradicional ou não, ter criatividade é a chave para o negócio. Para investir em inovação não seria diferente. Aqui é importante estar atento a todos os tipos de compra e venda, por isso citamos o case da Americanas. 

Analisar como você, no papel do consumidor, compra no dia a dia, pode ser uma forma de ter insights para ajudar na inovação do seu negócio. Dessa forma, busque sempre por referências cotidianas e que trazem resultados. A melhor maneira de inovar em vendas é ter exemplos para se inspirar.

Avalie, também, em todo momento, os resultados obtidos até então. Os índices e métricas de vendas são ótimas ferramentas para buscar novas estratégias.

Aposte em experiências e em ações de marketing que agregam valor as vendas e incentiva o trabalho em conjunto desses dois setores. Estratégias que ajudam a reduzir o Custo de Aquisição do Cliente (CAC) são bons exemplos dessa conexão. 

Em marketing

Como já citamos, integrar os setores de venda e marketing é uma boa estratégia de inovação na indústria. Esta junção é conhecida como Smarketing, e visa alinhar os objetivos e resultados dos setores. 

Apostar em metodologias como Growth Hacking, que visa um crescimento exponencial e constante da empresa, também pode ser um bom caminho para o seu negócio.

Investir em plataformas digitais e modelos omnichannel de negócio, que significa a integração de todos os canais, também é uma forma de alinhar o marketing com o setor de vendas. Assim como apostar em tecnologias e estratégias de Martech, que é a mistura de tecnologia e marketing, para mensurar e planejar melhor o desenvolvimento da sua empresa.

Aposte em inovação na indústria com marketing digital

Nesse conteúdo apresentamos o contexto atual de inovação na indústria, o papel da transformação digital nesse cenário e um exemplo para se inspirar. Além de dicas de como ter um olhar mais inovador nos setores de vendas e marketing.

Se você quer entender um pouco mais sobre como esse é o melhor momento para investir em marketing digital, baixe gratuitamente o nosso eBook:

 inovação na indústria

Entre em contato agora e vamos
juntos alavancar sua empresa!

Acompanhe nosso blog