Canal no YouTube: ainda vale a pena investir na rede?

Voltar
Canal no YouTube: ainda vale a pena investir na rede?

Sua empresa já pensou em utilizar o YouTube como estratégica de marketing digital? Você já pensou em criar uma empresa a partir do YouTube? A plataforma, que recebe upload de 300 horas de vídeo a cada minuto, cresce mais a cada ano e se mostra um canal valioso para o contato com o público, venda de marcas e ganho com publicidade. Conheça um pouco mais essa rede e confira as dicas para criar um bom canal!

 

Estratégia no youtubeQuando fazer um vídeo na internet não tinha pretensão de ganhar com publicidade, nem mesmo pensar em faturamento de outras formas, é que surgirão os primeiros “Youtubers”, hoje também conhecidos como “Influenciadores Digitais” - apesar deste termo abarcar também outras redes sociais. Tudo que essas pessoas queriam, na época, era falar sobre o que gostavam e compartilhar isso na internet.

Com o passar do tempo e ganho acelerado em audiência, o fenômeno passou a ganhar o apoio da plataforma. Foi primeiramente por meio de publicidade do Google, que os usuários que possuíam mais visibilidade e frequência de produção começaram a ganhar dinheiro com seus canais. Depois, através da própria contagem de visualização. Mais adiante, através de marcas que os contratavam para fazer publicidade ou reviews de produtos. E assim por diante, até que “YouTuber” se tornou profissão!

Em 2015, a Forbes publicou uma lista com os dez criadores de conteúdo do do YouTube mais bem pagos do mundo. Em primeiro lugar, com mais de 40 milhões de assinantes (na época), o sueco Felix Kjellberg do canal de gameplays PewDiePie faturou nada menos que US$ 12 milhões.

De lá para cá a Rede Social só cresce e fatura cada vez mais! Bem como os YouTubers! Diversos brasileiros já faturam na casa dos milhões todos os anos, com canais que variam de games, culinária, moda, empreendedorismo até “faça você mesmo”, cotidiano e viagens.

 

Youtube para Empresas

Nada mais justo que o empreendedor também se aproveitar dessa tendência e do crescimento da plataforma, não é? Além de poder se utilizar do poder desta ferramenta para se inspirar e se capacitar (através de canais que fazem vídeos sobre empreendedorismo & gestão, por exemplo), por que não usar a rede como mais um canal de comunicação com os clientes e de venda da sua marca?

 

O que publicar?

Se você decidir começar a utilizar um canal do YouTube para o seu negócio, tenha material suficiente como fonte para poder trabalhar. Assim, você pode abordar Conteúdo Youtubeo conteúdo do seu vídeo de diversas maneiras. Se você tem um produto e quer que seus clientes o conheçam a fundo, tutoriais em vídeo podem ser uma excelente escolha! Que tal mostrar críticas de seus clientes? Vídeo com depoimentos podem ser outro caminho!

Você também deve criar conteúdo visando o público alvo do seu negócio. Quanto mais você atender seu mercado alvo, mais estes vão querer conferir os serviços da sua empresa. Verifique os assuntos de mais interesse de seu público e dúvidas frequentes e faça vídeos no formato de “você sabia?” para agregar conhecimento aos seus potenciais clientes e também a parceiros e fornecedores.

Integre seu canal ao seu site e às suas redes sociais

Se você tem um site e também tem um canal do Youtube, ótimo! Chegou a hora de compartilhar seus vídeos fora do YouTube e seu site deve ser o primeiro lugar. Você pode adicionar um vídeo-apresentação à homepage do seu site, dessa forma vai ser uma das primeiras coisas que os visitantes vão ver! Se você tem um blog no seu site, também pode incorporar seus vídeos diretamente em seus novos posts e até enviar uma newsletter aos assinantes do seu site com um direcionamento para um vídeo específico do seu canal.

 

Redes Sociais: Compartilhe todo conteúdo produzido nas redes sociais de sua empresa. Quanto mais você compartilhar, maior a exposição e é isso que interessa. Compartilhe em todas as redes que a empresa possuir: Facebook, Instagram, Twitter. Faça pequenas chamadas com link ou coloca uma pequena parte do vídeo (ou mesmo o vídeo inteiro, se o tamanho permitir).


Dicas para seu canal no Youtube

  • NOME - Escolher um nome para algo geralmente é uma decisão difícil para a maioria das pessoas. No caso do Youtube, porém, é possível utilizar uma estratégia simples para auxiliar na tarefa e promover você ou sua marca: opte pelo seu nome ou o nome da marca que deseja divulgar para dar força e promovê-la.
  • PERIODICIDADE - O ser humano é um ser de hábitos. Use o próprio sistema do YouTube para te auxiliar a descobrir os dias e horários de pico dos vídeos que atingem o seu público-alvo e uso isso a seu favor. Dessa forma, você poderá programar a periodicidade dos seus conteúdos e disponibilizá-los nos momentos em que seu público mais terá chance de acessar. Mantenha a programação para que sua audiência siga estimulada!
  • CATEGORIAS DE VÍDEOS - O conteúdo produzido é bem mais fácil de ser encontrado se estiver dividido em tipos e categorias. Isso poupa o tempo e facilita a vida do espectador, que vai direto naquilo que lhe interessa. Criar playlists é uma boa forma de fazer isso! Crie listas a partir dos temas dos vídeos ou categorias. Todos os vídeos sobre produtos em uma playlist, vídeo com depoimentos em outra, vídeos do cotidiano empresarial em outra e assim por diante. Tenta também adotar um formato diferente e exclusivo para cada uma dessas categorias, para que com o passar do tempo aquele formato vire marca registrada.
  • LOCAIS DE GRAVAÇÃO - Opte por um local de gravação limpo e iluminado, a fim de agradar visualmente o público e se destacar. Evite poluição visual e lembre-se de que você deve ser sempre o foco da imagem. Fique tamém atento ao áudio! Muitas pessoas desistem dos vídeos por conta da má qualidade do áudio ou da imagem.
  • TÍTULOS E THUMBNAILS - Os títulos dos vídeos devem ser interessantes, claros e chamativos. Devem prender a atenção do espectador e falar exatamente do que trata o vídeo, ou estimular a curiosidade. A thumbnail (imagem que aparece em miniatura sobre o vídeo) também deve seguir a mesma lógica. Evite o excesso de informação em ambos e lembre-se de colocar palavras-chave interessantes para acompanhá-los, que também servirão para a busca no Google.

Imagens relacionadas

Voltar
Carregando...
Top