Blog

Business Intelligence e Marketing Digital: tudo começa com uma boa base de dados

Business intelligence e Marketing Digital são familiares a você? Já ouviu falar de ações de marketing em que eles são trabalhados em conjunto? Muitas empresas têm apostado em soluções de business intelligence com o intuito de definir estratégias.

Mas, a fim de que elas funcionem, é preciso que empresas contem com um bom banco de dados. Este que deve ser atualizado constantemente e deve incorporar soluções que façam sentido na definição dos próximos passos.

Entenda um pouco mais sobre o trabalho que pode ser desenvolvido pelos dois e quão fundamental é uma boa base de dados a fim de que se alcancem bons resultados em estratégias digitais.

Definições: Business Intelligence e Marketing Digital

É possível que você já saiba o significado de cada um. Porém, por se tratar de um assunto interessante, vamos explicar bem resumidamente o que é cada um. Assim, caso algo fique confuso, é só voltar nesta parte do texto e relembrar o conceito de ambos.

Business Intelligence

É um conjunto de processos que tem por objetivo entregar a informação certa, a pessoa certa, no momento certo. Esses processos abrangem normalmente as seguintes ações: coleta de dados, organização, análise, ação e monitoramento.

Marketing Digital

Ele é o conjunto de ações que uma empresa desenvolve no meio online com o intuito de atrair novos negócios, estabelecer relacionamentos e desenvolver a identidade da marca neste ambiente.

A evolução e importância dos dados na era digital

Business Intelligence e Marketing Digital: tudo começa com uma boa base de dadosNa evolução do marketing do 1.0 ao 3.0 – já estamos se familiarizando com o marketing 4.0 – percebemos o quanto a base de dados das empresas do 1.0 eram rasas ou até mesmo nem existiam.

Com a produção focada na massa, não havia necessidade – ou pelo menos não sabiam que era fundamental – de analisar o consumo destes mesmos produtos. Menos ainda de saber tudo o que o consumidor fazia a partir do momento que realizava o download de um e-book no seu site, como é hoje.

O marketing digital e o business intelligence não existiriam se não houvessem as bases de dados. Será por isso que esses conceitos passaram a ser aplicados apenas a alguns anos atrás?

Enfim, ambos precisam de dados para funcionarem, principalmente se você tem o desejo de trabalhar estratégias que incorporem os dois.

Business Intelligence e Marketing Digital

A moeda valiosa do marketing digital é a sua capacidade de mensuração e adequação das estratégias e campanhas lançadas.

Entretanto, o problema está longe de ser o volume de dados. As possibilidades de conquistar o consumidor e assim obter informações sobre ele, para alimentar a base, são inúmeras. Normalmente o problema está na interpretação dos dados que já foram conquistados.

O que fazer com eles? O que analisar? Quais são os parâmetros para identificar se as estratégicas estão auxiliando nos bons resultados?

O papel do business intelligence é facilitar esse processo e contribuir a um novo panorama em relação aos indicadores de desempenho do seu negócio.

O software de BI – que permite o acompanhamento de todos os processos – vai reduzir o seu tempo gasto em mensuração e análise, já que ele faz isso em tempo real.

Podemos dizer que o marketing digital contribui com a nutrição da base e o business intelligence permite analisar os dados obtidos com as estratégias digitais.

Claro que aqui é muito importante definir métricas e KPI’s (Indicadores de Desempenho) a serem trabalhados. Dessa forma, realiza-se uma coleta mais otimizada, sem armazenar dados que não são relevantes ao seu negócio.

BI e Marketing Digital na prática

No business intelligence é importante analisar quatro aspectos importantes: O que está acontecendo? Por que está acontecendo? O que vai acontecer agora? Como podemos mudar ou melhorar o que está acontecendo?

Quando aplicamos essas perguntas em uma ação específica de marketing digital, podemos ter a seguinte situação de exemplo, após análise dos dados fornecidos pelo BI:

  • O que está acontecendo? As visitas no seu site caíram neste mês em relação ao mês anterior;
  • Por que está acontecendo? Deve ser feita uma análise para verificar quais fatores foram responsáveis pela queda no número de visitantes no site;
  • O que vai acontecer agora? Como podemos mudar ou melhorar o que está acontecendo? As possíveis ações são: rever o layout do site, se ele é responsivo, analisar os conteúdos, realizar mais anúncios pagos para trazer mais visitantes ao site, por exemplo.

Por meio do BI também é possível verificar tendências de comportamento para os próximos meses e permitir uma preparação mais efetiva para mudanças. Essa também é uma excelente maneira de apontar gargalos que irão surgir e trabalhar para que eles não prejudiquem a escalabilidade do seu negócio.

Conclusão

Existem algumas ferramentas no mercado que possuem módulos de BI. Isso quer dizer que são partes específicas do software que, através do que já está armazenado, permitem analisar e cruzar os dados para obter informações valiosas que podem tornar as decisões mais assertivas.

Um exemplo é o RD Station. Ele é uma plataforma de marketing digital focada em geração de leads. Através dos dados que vão sendo reunidos, ele os cruza e mostra análises de acordo com o que é considerado relevante ao negócio.

O que queremos reforçar é: tenha uma boa base de dados! Sem ela não é possível aproveitar ao máximo o BI. Nesse sentido, a melhor forma de alimentar a base é realizar estratégias de marketing digital.

A nutrição da base pode e deve ser constante, pois assim se obtém maior controle do que é realmente essencial nas estratégias digitais. Estas que podem ser alteradas facilmente conforme o BI vai cruzando os dados e mostrando insights.

Tem interesse em otimizar e tornar mais assertiva sua estratégia unindo business intelligence e marketing digital? Responda nosso briefing comercial e descubra como podemos lhe ajudar!

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado